Tonometria

A tonometria é um exame oftalmológico cujo objetivo é medir a pressão intraocular. Deve ser realizado periodicamente para o acompanhamento e diagnóstico prévio de complicações da visão.

A pressão intraocular é uma espécie de fluído que fica entre a íris e a córnea. É também medida a pressão interior nos olhos, que terá de estar sempre em níveis normais. Se estiver elevada, as células nervosas dos olhos podem ser comprimidas a ponto de perderem as funções e causar cegueira.

Medir a pressão dos olhos é, portanto, extremamente importante. O glaucoma é a principal complicação médica possível de diagnóstico através de uma tonometria. Esta doença provoca lesões sérias no nervo ótico e caso não seja tratada pode deixar a pessoa cega.

  • Quando fazer?

    É um exame de rotina que é indicado, principalmente, para pessoas que já tenham idade mais avançada. Através dele é possível monitorizar a pressão intraocular e, com isto, diagnosticar doenças da visão, com o glaucoma. Pacientes com suspeita de glaucoma e com histórico familiar de doenças oculares são indicados para a realização da tonometria. Pessoas em tratamento de doenças oculares diversas também costumam ser submetidas ao procedimento.
  • Como é o procedimento?

    A tonometria pode ser realizada de algumas formas diferentes e utilizando-se diversos tipos de tonómetros. É um exame rápido e simples com duração média de cerca de 2 minutos, considerando a análise dos dois olhos. Antes do procedimento, os olhos são corados com colírios e anestesiados. Não é gerado qualquer tipo de dor no paciente. Entretanto, quando o procedimento é realizado de uma forma específica em que não há contacto, a pressão nos olhos pode ser sentida. A pressão intraocular é medida através do tonómetro. Geralmente, os valores considerados normais ficam por volta de 10 a 20mmHg. Valores acima ou abaixo destes níveis podem ser sinónimo de complicações. Por isso, no final do exame pode haver necessidade de se dar início a algum tipo de tratamento. Casos de glaucoma em que o tratamento é iniciado rapidamente costumam ser bem sucedidos.
  • Quais são os preparativos?

    Não são necessários muitos preparativos. Pode-se continuar a tomar os medicamentos do dia a dia como de costume e não é preciso fazer jejum. Antes do exame é aplicado um colírio nos olhos para coloração e também um anestésico. O exame é rápido e simples. Caso o paciente use lentes de contacto, estas devem ser retiradas para a realização da tonometria. Logo após o final do exame já podem ser recolocadas. Apesar de não haver contra indicações, é importante conversar com o médico sobre complicações de saúde recentes e sobre os medicamentos que usa. O exame pode ser um pouco mais difícil de ser realizado em crianças pequenas, por isso, recomenda-se que estas estejam sempre acompanhadas. Caso o paciente saiba da existência de infecções ou de úlceras nas córneas, deve avisar o médico antes do início do procedimento.
  • O que acontece após o exame?

    Após o exame, o paciente pode passar a executar normalmente as suas tarefas do dia a dia. Caso a pressão intraocular esteja alterada, o médico irá tomar a atitude adequada para o início de um tratamento ou poderá solicitar a realização de novos exames. A tonometria deve ser realizada com frequência, principalmente por pessoas com mais de 40 anos.

Horário de Funcionamento:

  • Segunda a sexta-feira: 09:30 - 13:00 / 15:00 - 19:00
  • Sábado: 09:30 - 13:00 / 14:00 - 18:00
  • Domingo: Encerrados
243 326 190 (Santarém)
243 597 700 (Almeirim)
Top
We use cookies to improve our website. By continuing to use this website, you are giving consent to cookies being used. More details…